28.7.12

Reiki é o Caminho do Coração



Por que eu costumo dizer aos meus alunos que o Reiki é o Caminho do Coração?

As quatro iniciações do Reiki I, conforme eu faço, purificam e equilibram os chacras superiores, fortalecendo a energia do coração, promovendo a correta comunicação entre o coração e a mente.

Essa comunicação direta entre mente e coração amplia a intuição e auxilia a compreensão da realidade e do caminho de crescimento pessoal.

Algumas pesquisas científicas descobriram uma interessante inter-relação entre mente e coração, o que me leva a valorizar ainda mais a ideia sobre a importância da energia do coração para o bem-estar geral.



Reiki: um caminho para a saúde integral a partir da energia do coração

A ciência está descobrindo e comprovando certos fatos que os orientais já ensinavam há milênios: a correlação entre corpo, mente e coração, contribuindo para a compreensão de que o Ser humano é um todo: corpo físico, corpo emocional, corpo mental e corpo espiritual!

Não há como dissociar as partes, nós funcionamos de modo integral e nos meus cursos de Reiki isso é bem compreendido, pois os praticantes sentem em si mesmos os efeitos positivos ao interferir no corpo físico a partir da energia Reiki, que inicialmente passa pelo coração.

Eu penso que essa consciência é muito importante para a vida e para a correta aplicação desta técnica, pois o Reiki aumenta a vibração da energia do Ser como um todo, reequilibra a energia dos corpos, dos chacras, e assim restabelece a saúde integral.



Descobertas da ciência: você sabia que o coração possui inteligência?

Pesquisas científicas recentes sugerem que o coração pensa e que as suas células possuem memória.

A energia eletromagnética gerada pelo coração é cerca de 60 vezes maior que a do cérebro e sua frequência é também cinco mil vezes mais forte se comparada com a frequência de energia cerebral.

Os dados são do Institute of Heart Math, cuja pesquisa sobre a inteligência do coração vem acontecendo há 19 anos.

Segundo o neuropsicólogo Dr. Paul Pearsall, as células do coração são as únicas células rítmicas, pois elas pulsam mesmo quando estão fora do corpo.

“Não é insensato sugerir que milhares de células do coração ressoando juntas e expostas a bilhões de células do sangue que passam pelo coração, a cada segundo, podem conter memórias”, diz Dr. Paul Pearsall.

E diz ainda: ”O coração gera um campo eletromagnético de cinco mil milivolts. O coração é capaz de emitir frequências de onda de rádio, e ele fala com o cérebro através de uma substância chamada ANP – Peptídeo Naturético Atrial, descoberta no coração. A força eletromagnética do cérebro é cerca de 140 milivolts, portanto, a energia codificadora elétrica do coração é forte. As nossas células, os nossos genes, as substâncias no coração e a eletricidade do nosso corpo gerada primariamente pelo coração se combinam para ajudar a fabricar e armazenar as memórias”.

E assim, os resultados são: ”O coração é muito mais do que um mecanismo bombeador. Ele não está a serviço do cérebro, mas é um parceiro para formar com ele nossa organização interna de manutenção da saúde”. (Dr. Paul Pearsall).



Reiki: benefícios para quem recebe e para quem aplica

Dr. Paul Pearsall diz que toda cura é uma reconexão com o nosso próprio corpo, envolvendo todos os nossos sistemas corpóreos e células se conectando umas com as outras.

E esse é um dos benefícios do Reiki, especialmente para quem passa pelas quatro iniciações no curso de nível I, pois ao reconectar a energia do coração, todos os outros aspectos do Ser Humano são também reconectados e reequilibrados.

Os resultados são um bem-estar geral e um reequilíbrio de diversos aspectos da vida, pois tudo ao redor do praticante se harmoniza.

O Caminho do Coração está na energia Reiki, pois ela primeiro alimenta o coração do iniciado para depois ser emanada pelas mãos.

Assim, o praticante em Reiki também está se alimentando da Energia Universal de Vida e o Caminho do Coração gera saúde integral para ambos: praticante e receptor.


Reafirmando, então: Reiki é o Caminho do Coração!
Marcos Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário